Permanência estudantil nas universidades públicas brasileiras: perfil socioeconômico dos estudantes

Julio Eduardo Ornelas Silva, Cláudio José Amante, Pedro Antônio de Melo, Alexandre Marino Costa, Michelle Bianchini de Melo

Resumen


Resumen
As políticas de Estado destinadas às Universidades
Públicas Federais acentuaram-se na última década
no Brasil, principalmente com o Plano de Reestruturação
e Expansão das mesmas (REUNI), criando-se
em menos de dez anos, 14 universidades e centenas
de campus. O aumento de estudantes nesse cenário
é natural, e por conseqüência, muitos possuem
vulnerabilidade socioeconômica, demandando do
estado subsídios para se manterem até o término
do curso de graduação. O presente artigo tem por
objetivo analisar o perfil socioeconômico dos estudantes
de graduação presencial das Universidades
Públicas Federais brasileiras, a partir do relatório
publicado pelo Fórum Nacional de Pró-Reitores da
Comunidade Estudantil (FONAPRACE), em 2011.

palavras-chave: alunos, assistência, políticas,
universidade, vulnerabilidade.

Abstract
State policies aimed at Federal Public Universities
widened in the last decade in Brazil, especially
with the Plan of Reorganization and Expansion
(REUNI) of the same, creating in less than ten
years, 14 universities and hundreds of campus.
The increase of students in this scenario is natural,
and consequently, many have socio-economic
vulnerability, demanding state subsidies to stay
until the end of the undergraduate course. This
article aims to analyze the socio-economic profile
of graduate students face the Brazilian Federal
Public Universities, from the report published by the
National Forum of Deans of Student Community
(FONAPRACE) in 2011.

keywords: students, assistance, policies, university,
vulnerability.


Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.